Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relação mantém na prisão pai de juíza que assassinou ex-companheiro da filha

Lusa

  • 333

Aveiro, 22 mar (Lusa) - O tribunal da Relação de Coimbra negou provimento ao recurso do pai de uma juíza que assassinou o ex-companheiro da filha, em Oliveira do Bairro, relativo à medida de coação a que foi sujeito, disse hoje fonte ligada ao processo.

António Ferreira da Silva, de 64 anos, foi condenado, em dezembro passado, a 20 anos de prisão pelo homicídio do advogado Cláudio Rio Mendes, em 2011, mas a decisão não transitou em julgado porque o arguido recorreu.

Após a leitura do acórdão, o juiz presidente do coletivo proferiu despacho a ordenar a substituição da medida de coação de prisão domiciliária, com pulseira eletrónica - a que o arguido estava sujeito - para prisão preventiva, para acautelar o perigo de fuga.