Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relação do Porto nega indemnização a clientes de banco apanhados pela crise islandesa

Lusa

  • 333

Santa Maria da Feira, 12 abr (Lusa) - A Relação do Porto revogou uma decisão do Tribunal de Santa Maria da Feira que tinha condenado o Banco Popular ao pagamento de 270 mil euros a um casal de clientes, por violação do dever de informação.

O caso remonta a 2007, quando os autores, por intermédio do Banco Popular, adquiriram obrigações, no valor de 375 mil euros, de um banco islandês, que prometia altas taxas de remuneração e que acabou por ser declarado insolvente, na sequência da crise naquele país.

Contactado pela Lusa, o advogado Costa Amorim, que defende o casal de clientes do banco já disse que vai recorrer desta decisão para o Supremo Tribunal de Justiça.