Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Relação de Coimbra diz que ex-presidente do Beira-Mar deve ser julgado

Lusa

  • 333

Aveiro, 13 nov (Lusa) - O Tribunal da Relação de Coimbra considera, em acórdão consultado hoje pela agência Lusa, que o antigo presidente do Beira-Mar Mano Nunes deve ir a julgamento, num processo relacionado com a venda do terreno das piscinas do clube.

No acórdão, os juízes da Relação rejeitaram o recurso apresentado pela defesa do ex-dirigente em que era pedida a revogação do despacho da juíza de instrução criminal, que confirmou a acusação do Ministério Público (MP) pela alegada prática dos crimes de crimes de peculato e burla qualificada.

Mano Nunes é suspeito de se ter apropriado de cerca de um milhão de euros que entrou nos cofres do Beira-Mar como parte da venda do imóvel, mas o ex-dirigente alega que apenas recebeu o dinheiro que tinha emprestado ao clube, não beneficiando de nada que não lhe pertencesse.