Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Regantes e agricultores acusam Governo de "interpretação parcial da lei" sobre rega do Alqueva

Lusa

  • 333

Beja, 07 mar (Lusa) -- As federações representativas dos regantes e das associações de agricultores do Baixo Alentejo acusaram hoje o Governo de fazer uma "interpretação parcial da lei" para justificar a concessão da rede secundária do Alqueva à empresa gestora do projeto.

"Os fundamentos legais apresentados pelo Ministério [da Agricultura] para justificar a decisão da concessão dos blocos de rega da rede secundária do Alqueva à EDIA são baseados numa interpretação parcial da lei", criticaram a FENAREG e a FAABA.

Em comunicado, enviado hoje à agência Lusa, a Federação Nacional de Regantes de Portugal (FENAREG) e a Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo (FAABA) referem também que, para justificar a sua decisão, o Governo se baseou "numa falsa experiência de gestão" pela EDIA.