Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Regalias fiscais a multinacionais "defraudam expectativas de moçambicanos" - ONG

Lusa

  • 333

Maputo, 07 fev (Lusa) - O Centro de Integridade Pública de Moçambique (CIP) advertiu hoje que "alguns megaprojetos vão esgotar os recursos naturais antes das multinacionais começarem a pagar impostos" ao país, e considerou que a situação "defrauda as expectativas dos moçambicanos".

Recentemente, o Governo de Maputo anunciou que vai renegociar algumas cláusulas contratuais que assinou com grandes empresas internacionais que exploram recursos naturais, sobretudo carvão e gás.

O CIP, uma organização não-governamental que luta pela transparência nas contas públicas, saudou a intenção mas considerou-a insuficiente.