Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reformas estruturais nos países intervencionados são "base sólida" para a recuperação - OCDE

Lusa

  • 333

Paris, 28 mar (Lusa) - A OCDE considera que as reformas estruturais desenvolvidas na Grécia, Irlanda, Itália, Portugal e Espanha constituem uma "base sólida" para a recuperação da competitividade e para a promoção do emprego.

No seu relatório com as perspetivas económicas a curto prazo, publicado hoje em Paris, a Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Económico (OCDE) sustenta que os resultados dessas reformas serão visíveis assim que houver uma recuperação da procura.

A OCDE estima que os custos a curto prazo desses ajustes estruturais irão diminuindo à medida que a concessão de crédito for recuperando nos países mais endividados e defende que as reformas ajudarão a reequilibrar a atividade e a procura nas economias excedentárias.