Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reforma Administrativa: Presidente da unidade técnica quer manter o máximo de freguesias possível

Lusa

  • 333

Lisboa, 11 jul (Lusa) - O presidente da unidade que vai analisar as propostas de agregação de freguesias quer manter o máximo possível de autarquias e defende que a reforma administrativa "deveria ser mais ambiciosa", promovendo a descentralização.

"Isto é uma exigência da 'troika'. Há o compromisso de diminuir o número de autarquias, portanto, era mais lógico começar pelas freguesias do que pelos municípios. Cumprimos esse compromisso. Admito que nem fosse preciso. Há outros problemas mais importantes no país", afirmou Manuel Porto, professor da Universidade de Coimbra, que hoje tomou posse na Assembleia da República como presidente da Unidade Técnica para a Reorganização Administrativa (UT).