Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Refer não está irredutível no fecho do ramal da Pampilhosa - Comunidade Baixo Mondego

Lusa

  • 333

Coimbra, 16 abr (Lusa) -- O presidente da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego disse hoje que a Refer não está irredutível no processo do ramal ferroviário da Pampilhosa-Figueira da Foz e anunciou um "grande encontro regional" para avaliar a sustentabilidade da linha.

Jorge bento, que preside aquela comunidade intermunicipal, os presidentes de Câmara da Figueira da Foz (João Ataíde), Cantanhede (João Moura), Montemor-o-Velho (Luís Leal) e ainda a vice-presidente da Câmara da Mealhada (Filomena Pinheiro) estiveram reunidos na segunda-feira, em Lisboa, com o presidente da Refer, Rui Lopes Loureiro.

"Sentimos abertura da Refer para analisar a viabilidade económica do ramal. A Refer não foi irredutível e disse que este não era um assunto encerrado", afirmou à agência Lusa Jorge Bento, presidente da Comunidade Intermunicipal do Baixo Mondego (CIm-BM) e também da Câmara de Condeixa-a-Nova.