Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Reestruturação da dívida afastaria Portugal dos mercados durante décadas - Faria de Oliveira

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 dez (Lusa) - O presidente da Associação Portuguesa de Bancos (APB), Faria de Oliveira, considera que, caso Portugal peça uma reestruturação da dívida, de maior ou menor dimensão, poderá ficar afastado dos mercados durante décadas.

"Solicitar uma reestruturação da dívida, com 'hair cuts' [cortes] mais ou menos elevados, provocaria uma penalização séria de ativos e afastar-nos-ia dos mercados porventura por décadas", afirmou o responsável na quarta-feira, num evento em Lisboa à porta fechada para os jornalistas.

Hoje, a APB disponibilizou no seu portal o discurso de Faria de Oliveira, no qual se lê que uma eventual reestruturação da dívida soberana portuguesa constituiria, segundo Faria de Oliveira, "um revés grande e com elevados custos para a área do euro".