Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Redução estrutural da despesa evita impostos extraordinários -- Paulo Portas

Lusa

  • 333

Matosinhos, 08 nov (Lusa) - O ministro de Estados e dos Negócios Estrangeiros disse esta tarde em Matosinhos que "uma redução estrutural da despesa evita impostos extraordinários ou suspensões extraordinárias de pensões ou de subsídios".

Paulo Portas afirmou que "Portugal tem um problema de excesso de défice, de excesso de dívida e de excesso de despesa, que leva por sua vez a um problema de excesso de carga fiscal".

"Só há uma maneira de contrariar esse excesso de carga fiscal: é conseguir com sentido de justiça, de uma forma meticulosa, reduzir despesa estrutural", defendeu, após visitar a Expo-Dentária, uma certame que foi hoje inaugurado na Exponor, em Matosinhos, juntamente com o XXI Congresso da Ordem dos Médicos Dentistas.