Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Redução da ajuda externa afetou economia são-tomense em 2012 - Banco Central

Lusa

  • 333

São Tomé, 27 dez (Lusa) - A governadora do Banco Central de São Tomé e Príncipe (BCSTP) disse hoje que a redução de financiamento externo condicionou a capacidade do arquipélago de concretizar investimentos públicos e reduziu o nível de reservas cambiais.

"Para fazer face a esta situação, valeram as medidas de contenção das despesas do Orçamento do Estado (OE) e outras medidas de melhoria de gestão cambial que foram decisivas para assegurar a estabilidade macroeconómica", disse a governadora do BCSTP, Maria do Carmo Silveira, numa conferência de imprensa realizada hoje na capital são-tomense.

Referindo-se às perspetivas para 2013 o Banco Central são-tomense considera que o país deverá manter os esforços de consolidação orçamental com vista a "garantir o quadro de estabilidade macroeconómica, indispensável à manutenção da paridade da taxa de câmbio fixo e a melhoria do ambiente de negócios".