Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Rede de apoio ao consumidor endividado arranca "formalmente" no início do ano - Governo

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 dez (Lusa) - A rede extrajudicial de apoio ao consumidor endividado arranca formalmente a 01 de janeiro, a par do novo enquadramento jurídico, com oito entidades e 20 centros espalhados no país, avançou hoje o secretário de Estado Almeida Henriques.

"Estamos a dar um passo de gigante e inovador para ajudar as famílias endividadas", disse à agência Lusa o secretário de Estado adjunto da Economia e Desenvolvimento Regional, António Almeida Henriques.

O governante referia-se à rede do consumidor endividado, que "estará criada e formalmente a funcionar a partir de 01 de janeiro" e ao novo enquadramento jurídico, que também entrará em vigor no mesmo dia, obrigando os bancos a avisar os consumidores que correm o risco de vir a entrar numa situação de sobreendividamento ou que já estejam nessa situação e a entrar numa lógica de negociação extrajudicial.