Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Recordista mundial de kitesuf diz que falta de vento "quase impediu" título

Lusa

  • 333

Lagos, 19 set (Lusa) - O português Francisco Lufinha, que quarta-feira bateu o recorde do mundo de distância em kitesurf sem paragens, entre Gaia e Sines, na costa alentejana, disse que a falta de vento "quase deitava tudo a perder".

"Foi muito difícil, mas estou satisfeito por ter conseguido concretizar este desafio ao bater o recorde do mundo", disse aos jornalistas Francisco Lufinha na marina de Lagos no Algarve, onde chegou na quarta-feira à noite, depois de uma "maratona" de 310 milhas náuticas em cima da prancha, cumpridas em 29 horas.

O ex-campeão nacional de kitesurf superou a anterior marca mundial de 199,6 milhas náuticas (uma milha náutica equivale a 1.852 metros), 369,7 quilómetros, estabelecida pelo norte-americano Phillip McCoy Midler em maio de 2010, no Texas (EUA), mas chegou a temer não conseguir concretizar o objetivo.