Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Recessão prolongada tem forte impacto nas condições de exploração dos bancos - BdP

Lusa

  • 333

Lisboa, 29 nov (Lusa) -- O Banco de Portugal afirmou hoje que a recessão prolongada em Portugal está a ter um forte impacto adverso nas condições de exploração dos bancos, que estão ainda vulneráveis devido à persistência da crise da dívida.

"A economia portuguesa está a atravessar um período de recessão prolongada, com um forte impacto adverso sobre as condições de exploração dos bancos", diz a instituição liderada por Carlos Costa num comunicado sobre o Relatório de Estabilidade Financeira, hoje divulgado.

O banco central alerta ainda para a persistência da crise da dívida soberana na área do euro e a interação entre o risco apercebido pelos investidores relativamente à dívida pública e aos bancos de cada país, afirmando que estes são uma "importante fonte de incerteza de vulnerabilidade dos bancos portugueses".