Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Receitas das telecomunicações caem, mas subscrições sobem de 2009 a 2011 - estudo

Lusa

  • 333

Lisboa, 08 mai (Lusa) -- As receitas totais do setor das telecomunicações em Portugal caíram 5,3% de 2009 a 2011, mas as subscrições aumentaram 6,8%, revela um estudo da Associação dos Operadores de Comunicações Eletrónicas (APRITEL) em parceria com a Deloitte.

Com o tema "O contributo do setor das Telecomunicações para a sociedade e a oneração a que tem estado sujeito", o estudo divulgado hoje mostra que as receitas totais do setor caíram para 5,9 mil milhões de euros em 2011, ao contrário das subscrições que chegaram às 26.439 por serviço no mesmo ano, "refletindo-se em elevadas taxas de penetração e evidenciando maior disponibilidade junto do consumidor".

De acordo com a presidente da APRITEL, Ana Paula Marques, a receita média por minuto nas comunicações móveis caiu cerca de 23% nos três anos, assim como a receita média mensal por utilizador no triple-Play (telefone, Internet e televisão) que desceu 22% no mesmo período.