Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Recapitalização forçada dos bancos é uma medida preventiva - Governador

Lusa

  • 333

Lisboa, 24 abr (Lusa) - O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, disse hoje que a lei que permite a recapitalização forçada dos bancos pelo Estado tem sobretudo uma natureza preventiva, ao impedir que uma instituição ponha em causa todo o sistema financeiro.

"Esta alteração tem por objetivo impedir que, por bloqueio dos órgãos societários [do banco], se produza uma situação que se torna mais difícil de gerir. O que resulta desta lei é maior capacidade de prevenção, maior capacidade de garantir a estabilidade do sistema financeiro e a confiança dos depositantes", disse hoje o responsável pelo supervisor bancário, na audição na comissão parlamentar de Orçamento e Finanças.

O governador do Banco de Portugal e o presidente da Associação Portuguesa de Bancos, Faria de Oliveira, estiveram hoje a ser ouvidos na comissão parlamentar de Orçamento e Finanças sobre a alteração da lei de recapitalização da banca, que vai permitir que o Estado entre nos bancos para os recapitalizar com dinheiros públicos mesmo quando estes não aprovem a intervenção estatal em assembleia-geral.