Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quercus contesta proposta de plano de ordenamento do Tejo Internacional

Lusa

  • 333

Castelo Branco, 17 abr (Lusa) - A associação ambientalista Quercus vai contestar a possibilidade de navegação durante todo o ano nos rios no Parque Natural do Tejo Internacional, medida prevista na proposta de plano de ordenamento que está em consulta pública.

Samuel Infante, dirigente da Quercus em Castelo Branco, disse hoje à agência Lusa que a navegação deve continuar interdita entre os meses de março e julho, como hoje acontece, para não prejudicar a nidificação de aves protegidas: Cegonha Preta, Abutre Negro e Abutre do Egito.

Aquele responsável lamenta que o Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) já tenha aberto uma exceção, ao autorizar desde 2011 a navegação durante todo o ano de um barco turístico entre Espanha e Castelo Branco e refere que a Quercus vai lutar contra quaisquer outras medidas no mesmo sentido.