Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

"Quebra de regras" na manifestação de polícias "não devia ter acontecido" - Passos Coelho

Lusa

  • 333

Vilamoura, 22 nov (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, afirmou hoje que o que se passou na quinta-feira, na escadaria da Assembleia da República, na manifestação de elementos das forças de segurança, "não devia ter acontecido".

"Todas as manifestações que legitimamente expressam a vontade daqueles que se querem manifestar dentro das condições e regras democráticas, não deviam ficar ensombradas pelo facto de manifestantes, que pertencem a forças de segurança, terem quebrado as regras", afirmou hoje em Vilamoura, à margem da II Cimeira do Turismo Português.

O governante disse que a invasão da escadaria do parlamento pelos manifestantes "não é um bom indicador da própria autoridade das forças de segurança" e os acontecimentos "devem servir para, com as próprias forças de segurança, dar uma consequência àquilo que se passou para que não haja um enfraquecimento no cumprimento do seu dever".