Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quatro jovens combatem o desemprego com doces e polpas de fruta madeirenses

Lusa

  • 333

Funchal, 21 jul (Lusa) - Quatro jovens criaram uma empresa de produção de doces e polpas para enfrentarem o desemprego, utilizando como matéria-prima apenas frutas da Madeira e o memorial de receitas conservadas ao longo de gerações.

A "Alves de Barros", localizada na Estrada Regional 207, em Água de Pena, no concelho de Machico, é uma empresa familiar que se dedica à produção, transformação e comercialização de produtos de origem madeirense, com a preocupação de refletir "a identidade da ilha na diversidade dos doces e outros produtos derivados de frutas cultivadas na Madeira", conta, à agência Lusa, Carlota Alves de Barros, uma das responsáveis pelo projeto.

Criada em 2012 pelas irmãs Margarida Alves de Barros, de 14 anos, Carlota, de 19 anos, Joana, de 21, e pelo tio, Filipe Alves, de 37 anos, a "Alves de Barros" produz, por agora, os doces de maracujá, de tomate inglês e de physalis, e as polpas de maracujá e de tomate inglês.