Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Quatro alegados nacionalistas 'afrikaners' acusados de atentado contra liderança do ANC

Lusa

  • 333

Bloemfontein, África do Sul, 18 dez (Lusa) - Quatro alegados nacionalistas "afrikaners" foram hoje acusados formalmente no Tribunal de Bloemfontein de planear um atentado terrorista que visava assassinar o Presidente Jacob Zuma e toda a liderança do Congresso Nacional Africano (ANC).

O procurador Shaun Abrahams acusou os quatro arguidos do crime de traição, explicando que eles tinham elaborado um plano de ataque, à bomba e com armas automáticas, contra as instalações da Universidade do Free State, onde decorre desde domingo a 53ª conferência nacional eleitoral do partido no poder.

O estabelecimento de uma "nação 'boer'" (nome dado aos descendentes dos antigos colonos holandeses) na África do Sul seria, segundo Abrahams, o objetivo final do plano terrorista. O plano incluía a execução do Presidente Jacob Zuma e outras altas figuras do partido no poder.