Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

QREN: CCP está apreensiva com reprogramação de fundos no ensino e formação profissional

Lusa

  • 333

Lisboa, 17 jul (Lusa) - A Confederação do Comércio e Serviços de Portugal (CCP) afirmou-se hoje apreensiva com a reprogramação dos fundos comunitários QREN em relação ao ensino e à formação profissional por considerar que estes desvalorizam o setor dos serviços.

"Os 319 milhões de euros destinados ao ensino profissional estão orientados para uma hipotética e irrealista transformação estrutural da economia, desvalorizando o setor dos serviços em favor de um mirífico desenvolvimento industrial", considera o presidente da CCP, João Vieira Lopes, em comunicado.

Para o responsável, "esta reprogramação destina-se essencialmente a financiar custos de funcionamento correntes do ministério da Educação e Ciência, perdendo-se verbas destinadas ao investimento em recursos humanos".