Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PT comunica mexidas nas participações detidas por bancos de investimento

Lusa

  • 333

Lisboa, 31 mai (Lusa) - O Barclays e o Credit Suisse passaram a deter mais de 2% do capital da Portugal Telecom (PT), ao passo que o Morgan Stanley deixou de ter uma participação qualificada na operadora, revelou hoje a empresa liderada por Zeinal Bava.

O Barclays detém agora uma posição de 2,27% na PT, depois de ter adquirido, fora do mercado regulamentado, quatro milhões de ações da companhia portuguesa, que se somam à carteira de papéis da empresa que já tinha.

Já o Credit Suisse conta com uma participação de 2,38% na empresa, depois de ter recebido por empréstimo cinco milhões de títulos da PT, que reforçaram a sua posição na companhia.