Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS/Matosinhos denuncia pagamento de quotas a 1.172 militantes, alguns falecidos

Lusa

  • 333

Matosinhos, 12 nov (Lusa) -- A concelhia do PS/Matosinhos denunciou hoje um "ato ilegal e anti-estatutário" de pagamento de quotas a 1.172 militantes, alguns dos quais já falecidos, num único cheque de mais de 11 mil euros aceite pela distrital do Porto.

Numa carta dirigida no passado fim de semana ao presidente da distrital, e hoje divulgada, o líder da concelhia de Matosinhos manifesta o seu "total e amplo repúdio pelo ato ilegal e anti-estatutário que a Federação Distrital do Porto praticou ao aceitar como pagamento de quotas de 1.172 militantes (...) um único cheque no valor de 11.066 euros, emitido por um militante".

A missiva destaca que, segundo o regulamento partidário, o pagamento por cheque só pode ser feito "excecionalmente" na "respetiva secção que enviará a totalidade do montante à sede" e que no caso em apreço "o militante, emissor do cheque não é Secretário Coordenador nem faz parte de qualquer estrutura do partido".