Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PSD diz querer "fiscalidade mais baixa" para o período "pós-'troika'"

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 jan (Lusa) - O PSD afirma que "uma fiscalidade mais baixa" é um objetivo 'pós-troika', num documento que está a servir de base à discussão sobre a reforma do Estado, em que se defende que as "poupanças não podem ser cegas".

"Queremos uma fiscalidade mais baixa, mais compatível com as necessidades de crescimento da economia e com a autonomia dos cidadãos. Não poderemos ter impostos mais baixos, se não ajustarmos a despesa do Estado de modo sustentado e duradouro a um esforço fiscal aceitável para todos", lê-se no documento hoje distribuído à comunicação social.

Com o título "20 meses de reformas: recuperar a confiança, democratizar a economia, reformar o Estado e preparar o futuro", o documento foi elaborado a propósito das jornadas de "consolidação, crescimento e coesão", que começaram dia 15 de fevereiro e se prolongam até 15 de março.