Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS/Congresso: O nosso primeiro combate é contra a descrição da História feita pela direita - Assis

Lusa

  • 333

Santa Maria da Feira, 27 abr (Lusa) - O ex-líder parlamentar socialista Francisco Assis advertiu hoje que o PS não pode ser um partido de "azedume" e tem de recusar a descrição da História recente feita pela "direita" e de recuperar a agenda reformista.

"Chegámos unidos a este XIX Congresso Nacional do PS, temos condições para sair daqui entusiasmados", declarou Francisco Assis, que no final de um discurso de 15 minutos foi aplaudido de pé pelos delegados socialistas.

Francisco Assis repudiou que o PS se possa tornar "num partido de azedume", conservador e não reformista nas suas propostas, e recordou que há dois anos disputou a liderança a António José Seguro e que, na sequência da derrota, prometeu que não ia "andar por aí".