Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS/Coimbra acusa Governo de fomentar desigualdades com fecho de finanças

Lusa

  • 333

Coimbra, 07 out (Lusa) - O líder distrital de Coimbra do PS, Pedro Coimbra, acusou hoje o Governo de fomentar as desigualdades entre cidadãos e de empobrecer o território, caso se confirme o encerramento das repartições de finanças em oito municípios do distrito.

De acordo com o mapa da alegada reorganização dos serviços de Finanças, divulgado hoje pelo Diário de Notícias com base em cruzamento de dados, nomeadamente do Sindicato dos Trabalhadores dos Imposto, vão encerrar no distrito de Coimbra as repartições de Arganil, Condeixa-a-Nova, Miranda do Corvo, Pampilhosa da Serra, Penacova, Penela, Góis e Mira.

"A confirmar-se esta notícia, desejando que tal não aconteça, o Governo está uma vez mais a fomentar as desigualdades entre cidadãos e o empobrecimento do território", disse à agência Lusa o presidente da Federação Distrital do PS, Pedro Coimbra.