Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS saúda regresso aos mercados apesar de Governo "falhar metas"

Lusa

  • 333

Lisboa, 7 mai (Lusa) - O secretário nacional do PS, Eurico Dias, manifestou hoje regozijo pela emissão de dívida, afirmando que a operação foi conseguida "apesar de o Governo não atingir metas" e mostra que Portugal "não sairá sozinho" do processo de ajustamento.

"O PS sempre defendeu que o regresso aos mercados era um dos aspetos chave do nosso programa de ajustamento e a nossa primeira mensagem é de regozijo por este momento", afirmou Eurico Dias, em declarações à Agência Lusa.

No entanto, o dirigente do PS considerou que "não se pode escamotear o essencial", sublinhando que Portugal "regressa aos mercados numa operação sindicada com seis bancos", que a dívida portuguesa "continua "com um `rating´ muito baixo" e que foi "fundamental" a intervenção que o presidente do Banco Central Europeu (BCE), Mário Draghi, tem tido na defesa do euro desde dezembro de 2011.