Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS quer que pagamento em duodécimos no privado seja facultativo e tributado à parte

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 jan (Lusa) - O PS pretende que o pagamento em duodécimos de metade dos subsídios de férias e de Natal no setor privado seja facultativo e que o duodécimo seja tributado à parte, garantindo que não há uma subida de escalão de IRS.

A proposta do PS foi apresentada hoje na comissão do Trabalho e da Segurança Social na qual está a ser discutida na especialidade, e onde será votada, a proposta apresentada pelo Executivo que prevê o pagamento de metade dos subsídios de férias e de Natal em duodécimos no setor privado em 2013.

"Terá de ser respeitado um princípio fundamental de garantia de rendimento do trabalhador. O duodécimo não deve ser somado ao rendimento de forma a que não haja subida de escalão de IRS", garantindo que "não haverá perda do rendimento dos trabalhadores", defendeu o deputado socialista Vieira da Silva.