Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS considera que fecho do internamento em Montalegre não racionaliza custos

Lusa

  • 333

Montalegre, 01 fev (Lusa) - Os deputados do PS eleitos por Vila Real questionaram hoje o Governo sobre as razões do fecho do internamento no centro de saúde de Montalegre, antes da conclusão da unidade de cuidados continuados, prevista para julho.

O encerramento do serviço de internamento na vila de Trás-os-Montes não representa, segundo os parlamentares Rui Santos e Pedro Silva Pereira, qualquer racionalização de custos porque as despesas são suportadas pela unidade de saúde.

Os socialistas consideram que a decisão vem "desfasada" da realidade de Montalegre porque, a partir do verão, entrará em funcionamento a unidade de cuidados continuados, com 40 camas, que substituirá o atual serviço.