Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS admite corrigir "situações de exceção" nas regras sobre aposentação

Lusa

  • 333

Lisboa, 02 set (Lusa) - O secretário-geral do PS, António José Seguro, admitiu hoje "corrigir situações de exceção" na sociedade portuguesa, depois de questionado sobre o facto de os juízes do Tribunal Constitucional se poderem reformar ao fim de dez anos.

"Não faz sentido que possa haver exceções em relação a regras gerais na sociedade portuguesa. O PS vai concentrar-se em corrigir essas situações. Não estou a dizer que deva ter aplicações retroativas, mas para futuro nós devemos combater todas as situações de exceção ou situações de discriminação positiva ou de privilégios como lhe queiram chamar", disse em entrevista hoje à noite à TVI24.

O secretário-geral do PS sublinhou que o próximo Governo "não pode errar" e reiterou algumas das propostas do PS, dizendo que o programa dos socialistas visa "atacar as causas dos problemas".