Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS acusa Vítor Gaspar de cometer grave atropelo institucional

Lusa

  • 333

Lisboa, 18 mar (Lusa) - O PS acusou hoje o ministro das Finanças de cometer "grave atropelo institucional" ao adiar para abril a sua presença em sede de comissão, mas ter disponibilidade para reunir já na terça-feira com a maioria PSD/CDS.

A posição foi transmitida à agência Lusa pelo líder da bancada socialista, Carlos Zorrinho, após ter sido divulgado que os ministros de Estado e das Finanças, Vítor Gaspar, e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, reúnem-se na terça-feira com os grupos parlamentares do PSD e do CDS.

"Enquanto líder parlamentar do PS, em nome da bancada, expresso o mais veemente protesto pelo facto inqualificável de Vítor Gaspar ter adiado para 05 de abril a apresentação das conclusões da sétima avaliação da 'troika' (Banco Central Europeu, Comissão Europeia, e Fundo Monetário Internacional) na comissão parlamentar especializada, alegando problemas de agenda, mas agora ter encontrado disponibilidade para se reunir com os deputados da maioria PSD/CDS", afirmou Carlos Zorrinho,