Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS acusa Governo de "terrorismo político" por afastar administradora do Porto de Sines

Lusa

  • 333

Lisboa, 16 jul (Lusa) - O deputado socialista Eduardo Cabrita acusou hoje o Governo de cometer "terrorismo político" ao afastar a anterior presidente do Porto de Sines e apontou as ligações ao PSD de dois elementos da nova administração.

O socialista, que falava numa audição no parlamento sobre o projeto de Governo de construir um megaterminal de contentores na Trafaria (Almada), lembrou que a audição da agora ex-presidente da Administração do Porto de Sines esteve prevista para dia 25 de junho.

"Numa operação de terrorismo político, na noite de 24 de junho, o Governo deu conhecimento à administradora [Lídia Sequeira] da cessação das suas funções", afirmou Eduardo Cabrita, para quem está em causa uma tentativa de "silenciamento" da sua posição, "muito crítica", sobre a eventual construção daquela infraestrutura na margem sul do Tejo.