Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

PS acusa Governo de comprometer-se externamente sem ter consenso no próprio executivo

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 mai (Lusa) - O PS considerou hoje que o Governo assumiu compromissos externos sobre novas medidas de austeridade sem ter sequer consenso dentro do executivo, acusando Paulo Portas de ameaçar com moção de censura e de humilhar o primeiro-ministro.

Estas posições foram transmitidas em conferência de imprensa pelo porta-voz do PS, João Assunção Ribeiro, em reação às declarações proferidas pelo presidente do CDS e ministro de Estado e dos Negócios Estrangeiros, Paulo Portas, no domingo.

Para os socialistas, o que se tem passado no interior do Governo desde sexta-feira passada, quando o primeiro-ministro comunicou ao país novas medidas de austeridade no valor de 4,8 mil milhões de euros até 2016, "é muito grave".