Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Protesto indígena encerrou 2.ª maior mina mundial de ferro-níquel na Colômbia

Lusa

  • 333

Bogotá, Colômbia, 10 out (Lusa) -- A segunda maior mina de ferro-níquel do mundo, a Cerro Matoso, na Colômbia, explorada pelo grupo australiano BHP Billiton, foi encerrada na quarta-feira por um protesto de indígenas, informou o governo local.

O Ministério das Minas e Energia colombiano apelou em comunicado para o povo Zenu optar pelo diálogo depois de os seus protestos, que começaram há uma semana, terem culminado na suspensão da atividade da mina, o que poderá causar perdas à Colômbia de cerca de 185 mil dólares (137 mil euros) por dia.

Cerca de 6.000 Zenu reclamam 8.000 hectares de terra para a sua comunidade viver depois da exploração da mina os ter desalojado, explicou o líder do protesto, Celedonio Padilla, citado pela agência AFP.