Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Proprietários repudiam adiamento da atualização das rendas com base nos rendimentos

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 dez (Lusa) -- A Confederação Portuguesa de Proprietários repudiou "totalmente" hoje o adiamento da atualização das rendas para os inquilinos cujos subsídios foram cortados e protestou contra a "ganância da administração fiscal".

Em comunicado, a estrutura representativa justificou o repúdio lembrando que o corte dos subsídios de férias e de Natal ou equivalentes foi considerado inconstitucional e foi uma decisão da "inteira responsabilidade do Governo".

"Não podem [os senhorios] por esse motivo ser sujeitos a deixar de receber no prazo devido a renda a que têm direito", argumentaram os proprietários, para quem o executivo não pode alterar uma lei que é da competência do Parlamento.