Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Proposta que será discutida em Bruxelas é prejudicial ao bacalhau português - indústria

Lusa

  • 333

Lisboa, 29 jan (Lusa) - A proposta sobre introdução de polifosfatos no bacalhau, que será votada na quinta-feira em Bruxelas, não salvaguarda o bacalhau tradicional nem reflete a posição do Governo, criticaram os industriais nacionais que temem que este produto "tenha os dias contados".

A Associação dos Industriais do Bacalhau (AIB) sublinhou hoje que a proposta "apenas prevê um período de transição para a introdução dos polifosfatos, deixando nas mãos dos fornecedores e da indústria portuguesa uma possível solução para a situação".

Em declarações à Agência Lusa, o secretário-geral da AIB, Paulo Mónica, salientou que "a proposta não contempla a posição de Portugal e é evasiva quanto à forma e ao método de controlo e fiscalização destes aditivos químicos".