Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Projeto transnacional pede subsídios para agricultores pela preservação do lobo

Lusa

  • 333

Bragança, 14 jun (Lusa) -- Associações de seis países, incluindo Portugal, vão propor à Comissão Europeia uma remuneração direta aos agricultores das zonas onde existem alcateias de lobos pelo papel que desempenham na preservação da espécie protegida, anunciou hoje fonte ligada ao projeto.

Promover a coexistência pacífica da atividade pastorícia com o lobo é o propósito do projeto de cooperação transnacional "Wolf: Wild Life & Farmers" (Lobo: Vida Selvagem e Agricultores) que junta grupos de ação local de Portugal, Espanha, Estónia, Suécia, Polónia e Roménia.

Além das compensações que existem, nomeadamente pelos ataques de lobos a rebanhos, os promotores deste projeto defendem um reforço dos apoios nas verbas comunitárias para o período entre 2014-2020, que incluam uma "remuneração direta aos agricultores das zonas onde está identificada a existência de alcateias, por meio de pagamento por serviços ambientais".