Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Professores têm direito à greve, mas "estudantes não podem ser meios para atingir fins" - Cavaco

Lusa

  • 333

Lisboa, 06 jun (Lusa) - O Presidente da República defendeu hoje que apesar da greve ser um direito constitucional é preciso ter em atenção quem é atingido, sublinhando que "os estudantes não podem ser meios para atingir fins".

Questionado sobre a possibilidade dos professores fazerem greve durante o período de exames, o chefe de Estado sublinhou que, apesar de ser um direito constitucional dos trabalhadores, quando se decreta uma paralisação "é preciso ter em atenção aqueles que são atingidos".

"Eu tenho alguma dificuldade em compreender bem como é que se podem atingir jovens, crianças, jovens que estão a preparar o seu futuro", disse.