Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Procura-se sucessor de Tadese na "Meia" de Lisboa

Lusa

  • 333

Lisboa, 23 mar (Lusa) - Domingo, na 23.ª edição da Meia-maratona de Lisboa, procura-se o sucessor de Zerzenay Tadese, sempre com o recorde mundial como uma hipótese, incentivada pelo cheque de 50 mil euros reservado ao atleta que o venha a bater.

O eritreu Zerzenay Tadese foi a grande figura da "Meia" lisboeta nas três últimas edições: bateu o recorde mundial da distância em 2010, com 58.30 minutos - máximo que perdura -, ficou a sete segundos em 2011 e ganhou pelo terceiro ano consecutivo em 2012, embora em mais lentos 59.34.

Face a algumas baixas relativamente aos nomes inicialmente anunciados, o queniano Bernard Koech, que conseguiu 2:04.53 na recente Maratona do Dubai (em que foi quinto), surge como principal favorito, devendo destacar-se ainda o também queniano Samuel Tsegay, o eritreu Hunegnaw Mesfin e Cuthbert Nyasango, do Zimbabué.