Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Problema do desemprego tem que ser "rapidamente atacado" - Carlos Costa

Lusa

  • 333

Lisboa, 09 mai (Lusa) -- O governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, considerou hoje que é urgente atacar a questão do desemprego, depois de ser conhecido que esta taxa subiu em Portugal para 17,7% no primeiro trimestre, o novo máximo histórico.

"Trata-se de uma realidade que tem que ser rapidamente atacada", disse o responsável, num encontro com jornalistas, em Lisboa, apontando para a quebra da procura para justificar a diminuição de postos de trabalho no país.

Carlos Costa salientou que "o ajustamento económico português levou à redução da procura por bens não transacionáveis", exemplificando com a realidade vivida nos setores da construção civil e das obras públicas, que durante muitos anos ajudaram a sustentar os índices de empregabilidade em Portugal.