Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Prisões: Diretor-geral rejeita queixas de 174 reclusos de Paços de Ferreira

Lusa

  • 333

Porto, 06 set (Lusa) -- O diretor-geral dos Serviços Prisionais (DGSP), Rui Sá Gomes, considera que "não há quaisquer atrasos" na instrução de processos de liberdade condicional, na sequência das queixas de 174 reclusos das duas cadeias de Paços de Ferreira.

Os reclusos dos dois estabelecimentos prisionais de Paços de Ferreira (a do mesmo nome e a do Vale do Sousa) anunciaram na segunda-feira a formalização de uma ação contra o Estado Português por causa da alegada lentidão na forma como são tratados os processos para obtenção de liberdade condicional, depois de, em 23 de julho, se terem lamentado do mesmo numa carta à ministra da Justiça.

"Nos casos em apreço, os diretores dos referidos estabelecimentos confirmam não haver quaisquer atrasos na instrução dos processos de liberdade condicional, por parte destes serviços", responde o DGSP, em carta enviada ao gabinete da ministra Paula Teixeira da Cruz, a que a agência Lusa teve hoje acesso.