Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Prisão preventiva para ex-presidente da Caja Madrid por compra de banco norte-americano

Lusa

  • 333

Madrid, 16 mai (Lusa) - Um tribunal madrileno decretou hoje a prisão preventiva para o ex-presidente da Caja Madrid, chamado a depor de urgência no âmbito do processo que investiga um empréstimo de 26,6 milhões de euros da entidade ao Grupo Marsans.

Fontes judiciais citadas pela imprensa espanhola referem que a medida cautelar foi imposta pelo juiz que investiga o caso e que hoje tinha chamado Miguel Blesa para ser ouvido sobre a compra do City National Bank da Florida pela Caja Madrid.

O magistrado Elpidio José Silva, juiz instrutor do processo, tinha considerado num auto emitido em fevereiro haver claros "indícios de criminalidade" na gestão de Blesa à frente da Caja Madrid, o banco forte do PP em Espanha e, atualmente, integrada no Bankia, banco nacionalizado devido às elevadas perdas e alvo de assistência por parte da Europa.