Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Prisão para mulheres que burlaram 86 pessoas com falsas promessas de trabalho

Lusa

  • 333

Porto, 15 jul (Lusa) - O Tribunal de São João Novo, no Porto, condenou hoje a cinco anos e meio de prisão duas mulheres acusadas de, em 2008 e 2009, terem burlado 86 pessoas com falsas promessas de trabalho no estrangeiro.

O acórdão refere que as arguidas Maria da Conceição Moredo, de 55 anos, e Maria José Pereira, de 54 anos, uma solicitadora que se dizia secretária pessoal daquela, conceberam um plano visando "aliciar o maior número possível de pessoas que conseguissem com uma falsa promessa de trabalho no estrangeiro".

Pretendiam desse modo obter "benefícios económicos à custa de todos aqueles que os contactassem", tendo para efeito colocado anúncios em dois jornais diários no nome de uma sociedade designada Moredo Prestige.