Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Prisa "resiste muito bem à crise, único problema é o endividamento" - Juan Luis Cebrián

Lusa

  • 333

Lisboa, 19 fev (Lusa) -- A Prisa "está a resistir bem à crise, que é muito profunda em Espanha", garantiu hoje à Lusa o CEO do maior grupo ibérico de comunicação social, que considerou o endividamento bancário do grupo o seu "único problema".

"A Prisa está a resistir bem à crise, que é muito profunda em Espanha, sobretudo nos meios da imprensa. Estamos a sentir uma forte queda da publicidade, também da circulação, mas sobretudo da publicidade. Temos a sorte de o negócio da Educação ir muito bem", disse à Lusa Juan Luis Cebrián, presidente executivo do grupo Prisa.

O gestor fez ainda questão de salientar que a atividade da Prisa na América Latina está a equilibrar o mau desempenho na Europa. "A nossa atividade na América Latina está a muito bem, as nossas rádios na América Latina estão com crescimentos na ordem dos dois dígitos em alguns países. Somos líderes na Colômbia e no Chile e estamos a funcionar muito bem no México e na Argentina. Na verdade, mais de 60% das rádios da Prisa estão na América Latina".