Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Principal acusado pelos implantes PIP admite fraude, mas recusa risco para saúde

Lusa

  • 333

Paris, 19 abr (Lusa) -- O principal acusado no julgamento dos implantes mamários defeituosos, a decorrer em Marselha, sul de França, admitiu hoje ter enganado as pacientes mas recusou haver riscos para a saúde dos milhares de mulheres que os colocaram.

Mais de 5.000 mulheres, das cerca de 300.000 que em todo o mundo colocaram próteses feitas com um gel de silicone não homologado, apresentaram queixa depois da rutura dos implantes.

"Mantenho que não as coloquei em risco", disse em tribunal Jean-Claude Mas, 73 anos, fundador da empresa francesa Poly Implant Prothese (PIP), terceiro maior fornecedor mundial de próteses mamárias. A empresa exportava 85% da produção para mais de 65 países, 50% dos quais na América do Sul.