Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Primeiro-ministro recusa hipótese de baixar juros do empréstimo a Portugal

Lusa

  • 333

Lisboa, 10 mai (Lusa) - O primeiro-ministro recusou hoje a possibilidade de cortar nos juros sobre o empréstimo a Portugal, afirmando que isso significaria o incumprimento do acordo com a `troika´ e defendeu que as propostas da oposição nesse sentido são demagógicas.

"Há uma proposta que esperamos retirar do debate com a demagogia que ela tem tido que é a possibilidade cortar nos juros. Nesta altura significaria incumprir a posição de Portugal. O incumprimento significaria para os portugueses um revés e um choque muito mais grave do que aquele que temos vindo a suportar", defendeu.

Intervindo no debate quinzenal, Passos Coelho defendeu que Portugal só paga um "montante elevado de juros não porque as taxas de juro sejam muito elevadas mas porque o montante da dívida é muito elevado".