Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Primeiro-ministro diz que relatórios visam Lusófona e não Miguel Relvas

Lusa

  • 333

Lisboa, 05 abr (Lusa)- O primeiro-ministro afirmou hoje que Miguel Relvas "não cometeu abuso nenhum" no processo da sua licenciatura e que as eventuais irregularidades incidem sobre a Universidade Lusófona e o modelo de creditação e serão investigadas pelo Ministério Público.

As afirmações do chefe do Governo foram proferidas durante o debate quinzenal, na Assembleia da República, depois de Passos ter sido interrogado pelo coordenador do BE, João Semedo, sobre a demissão do ministro dos Assuntos Parlamentares e os relatórios da Inspeção Geral de Educação que propõem a nulidade da sua licenciatura.

Na resposta ao BE, o primeiro-ministro disse não conhecer "o teor dos relatórios" e que caberá ao ministro da Educação dar "todas as explicações que o Parlamento entenda", mas que sabe, do que lhe foi "transmitido", que os documentos visam a universidade e não qualquer "comportamento de Miguel Relvas".