Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Primeiro-ministro acusa PCP de instigar à violência

Lusa

  • 333

Lisboa, 12 out (Lusa) - O primeiro-ministro, Pedro Passos Coelho, acusou hoje os deputados do PCP de "instigarem" à violência, depois de o secretário-geral comunista, Jerónimo de Sousa, ter considerado que o Orçamento de 2013 é um "saque" e "roubo" aos trabalhadores.

A troca de acusações decorreu no plenário da Assembleia da República, durante o debate quinzenal dos deputados com o Governo.

Na sua intervenção, o líder do PCP referiu-se ao Orçamento do Estado para 2013 proposto pelo Governo, cuja versão preliminar foi divulgada nas últimas horas por diversos meios de comunicação social.