Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente sírio agradece a Rússia, China e Irão por não interferirem no conflito

Lusa

  • 333

Damasco, 06 jan (Lusa) -- O Presidente da Síria, que hoje se dirigiu à nação num raro discurso público, agradeceu à Rússia, à China e ao Irão por não interferirem no sangrento conflito que opõe regime e forças da oposição.

No teatro da Casa da Cultura e das Artes, em Damasco, repleta de apoiantes que se levantam frequentemente, batendo palmas e de punhos erguidos, Bashar al-Assad, que governa desde a morte de seu pai, em 2000, constatou que "os inimigos" da Síria têm uma "agenda para a divisão" do país.

O Presidente sírio transmitiu ainda que não encontrou "parceiros" a nível interno para uma solução política, que ponha fim à guerra civil que dura desde março de 2011 e já causou mais de 60 mil mortos, segundo as Nações Unidas.