Visão

Siga-nos nas redes

Perfil

Presidente REN diz que eventual redução de apoios da UE não condena renováveis

Lusa

  • 333

Lisboa, 07 jun (Lusa) -- O presidente executivo da REN, Rui Cartaxo, afirmou hoje que a eventual redução dos apoios comunitários para futuros projetos na área da energia "não vai condenar as energias renováveis" em Portugal.

Rui Cartaxo sublinhou que Portugal foi dos primeiros países europeus a apostar nas energias renováveis, primeiro nas eólicas e depois no reforço do programa de barragens, pelo que "o essencial da construção de parques eólicos já foi feito nos últimos anos".

"Os contratos que foram assinados no passado não são postos em causa pelas medidas que estão a ser equacionadas [pela União Europeia e inscritas no livro verde para energias renováveis], porque há um princípio de respeito pelos contratos existentes", sublinhou o gestor.